Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Eu sabia que não era assim tão "mariquinhas"

por Maria Popia, em 26.01.15

Até a este momento sou vítima de bullying quando digo que vou morrer de dores porque fiz um corte numa folha de papel. Mas isso está a prestes a mudar.

Sim, é verdade que estes cortes são geralmente pequenos e que não têm grande impacto ao ser mostrados. O mais normal é responderem "ah mas isso mal se vê". Pois é verdade que mal se vê mas isso não significa que não doa para caraças.

Neste mundo há sempre uma alma caridosa. E desta vez foi o editor da revista norte-americana Scientific America que se dedicou e explicar porque doem tanto estes cortes.

Ora bem, pelos vistos os nossos dedinhos estão cheios de neuro recetores que levam a dor até ao cérebro. E depois as extremidades das folhas de papel, vistas ao microscópio, são irregulares tipo serras (o horror!). Estes cortes deixam partículas que irritam a pele e por isso demoram a sarar, e a ferida vao doendo. Enfim vejam aqui a explicação toda certinha.

Isto tudo apenas para que vocês desse lado, que fazem pouco destas pequenas (mas terríveis) feridas, pensem duas vezes antes das menosprezarem.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O dilema das bananas

por Maria Popia, em 22.01.15

banana.jpg 

Vou direta ao assunto. Como é que vocês comem as bananas? (e vá não sejam alarves, estou a falar simplesmente da fruta)

Isto porque eu e o mais que tudo temos um pequeno desentendimento quanto à forma de comer bananas. Ele tira logo a casca toda mas eu não. Quanto a mim as bananas têm cascas para que as possamos comer sem sujar as mãos. Ou seja abre-se a banana e vai-se comendo mas sempre a pegar com a mão na casca que fica no fundo.

E ele diz-me, "ah lá estás tu a comer a banana como um macaco" (e diz só porque sabe que eu fico fula). Mas cá para mim ele é que não sabe comer a dita fruta amarela.

Por favor digam-me que estou certa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Das irritações # 6

por Maria Popia, em 22.01.15

Discussões pseudo intelectuais no facebook.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parabéns ao senhor dos dois amores

por Maria Popia, em 21.01.15

Marco Paulo faz hoje 70 anos (já?!). A minha prenda vai para todos vós. Quem não adorar esta canção é um ovo podre.

Autoria e outros dados (tags, etc)


A nossa casa

por Maria Popia, em 21.01.15

casa.jpg

Quando em 2006 os meus pais me levaram para apanhar o expresso que me levaria para a universidade não sabíamos (ou no fundo sabíamos bem demais) que esse seria aquele momento em que terminaria um ciclo. Na verdade, foi a partir desse momento exato em que deixei de fazer parte do dia à dia dos meus pais e ficou para trás a vida como a conhecia desde que nasci.

Nessa altura eu não tive noção disso, mas eles tiveram. Para mim era o ínicio de uma nova etapa: a universidade. Tudo era novo, os lugares, as pessoas, as vivências. E por isso talvez não tenha notado que para eles a vida continuou igual mas sem mim. Bolas, isso deve ter sido doloroso (e talvez ainda seja).

O facto de ser filha única e lá em casa sermos só 3, pai, mãe e filha, ao sair um de nós a casa ficou brutalmente mais vazia. Mas eu não pensei nisso na altura, não me lembrei disso. E só há uns anos, já depois de terminar a universidade e estar a trabalhar, é que me apercebi que a "minha" casa me faz tanta falta. E se a mim me faz falta, quanta falta não faço eu aos meus pais?

Mas a vida é assim, tem as suas rotinas e caminhos. E ainda bem que consegui tudo aquilo que hoje tenho. Tenho um emprego, apesar de estar longe de toda a minha família. E vou pensando que eles têm de estar felizes. Seria pior se não me pudesse sustentar e tivessem de ser eles hoje a fazê-lo.

Quando regresso a casa o meu quarto está lá como o deixei. Ao vir embora há sempre uma parte que fica e dói muito dizer adeus. Apetece sempre ficar mais um pouco. Mal consigo imaginar o que sentem aqueles que estão noutros países. Estar longe daqueles que fazem parte de nós não é fácil.

Será que os pais estão mesmo preparados para ver os filhos "sair do ninho e voar"? Só saberei quando tiver os meus próprios filhos. Até lá, espero continuar a ter por muitos e bons anos a casa onde voltar. E o colinho mais que bom dos meus pais.

(Perdoem-me a lamechice. Os dias cinzentos têm destas coisas.)

Autoria e outros dados (tags, etc)


A lenda do cavaleiro sem cabeça em série

por Maria Popia, em 20.01.15

sleepy-hollow-1.jpg

Ora quando me falam na lenda do cavaleiro sem cabeça vêm-me à dita cabeça (a minha, graças a deus, está coladinha ao pescoço) o filme do Tim Burton, Sleepy Hollow (1999), com o meu querido Johnny Depp. Se nunca viram, toca a ir ver.

Quando à uns tempos chegou até mim a informação de que havia uma série com o mesmo nome, Sleepy Hollow portanto, fiquei com uma certa curiosidade. Nem é tarde nem é cedo, numa destas noites comecei a ver a dita cuja.

Não posso dizer que perdi cabeça mas a série é bem catita. É de 2013 e vai agora na segunda temporada, eu vou a meio da primeira. Certo é que me mantém interessada em ver o que vai acontecer a seguir e isso é das melhores coisas que podem ter as histórias.

De adiantar ainda que o protagonista, de seu nome Ichabod Crane (Tom Mison), é feio que se farta e que é uma tortura passar um bocadinho da minha noite na sua companhia.

Se gostam de séries assim a pender para o obscuro, com fantasia à mistura e que provocam um pouco de medinho às vezes (atenção que eu tenho medo de tudo o que é filme de terror portanto a maioria dos mortais não vai ter medo nenhum), então vão gostar desta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Agora é começar a ver os que faltam

por Maria Popia, em 15.01.15

oscars.jpg

E já temos a lista dos nomeados para os Óscares 2015. Eu e o mais que tudo temos a tradição de esperar ansiosamente pelas nomeações para depois dar início à maratona de ver o maior número de filmes possível de entre os nomeados.

Pelos menos os candidatos ao óscar de melhor filme têm de ter o "carimbo dos vistos" antes da chegada da noite (madrugada) de entrega das estatuetas.

Ah, e é claro que como gaja que sou também aguardo pelos modelitos da red carpet (já agora achei os vestidos dos Globos de Ouro uma pobreza, salvo seja, porque com um trapinho daqueles comprava uma vivenda).

Aqui fica a lista para que possam "checar" todos os nomeados.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gato da semana #46

por Maria Popia, em 14.01.15

gs.jpg 

(foto Theresa Knudson)

A chuva voltou.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mil e um xaropes para a tosse

por Maria Popia, em 13.01.15

xarope.jpg

Eu que pensava que pela primeira vez na vida ia escapar-me à fase das gripes e constipações de inverno lixei-me. Já me encontro rodeada de lenços de papel por tudo quanto é lado (com direito a ter o nariz assado de tanto me assoar).

Os meus colegas de trabalho já praticamente todos andaram doentes, o meu mais que tudo também, e eu, estranhamente, andava rija com um pêro. Pois bem, agora a gripe veio em todo o seu esplendor. É bem feita que é para eu não andar armada em espertinha a dizer que não me constipava.

Enfim, ontem a tosse veio atacar-me em força e eu sem um xarope para lhe fazer frente. Lá me desloquei à farmácia para comprar um remédio. Enquanto esperava pela minha vez reparei nos xaropes para tosse e nas suas mil e uma variantes. O próprio farmacêutico perguntou-me se queria xarope para tosse seca ou com expetoração. Nesta fase inicial tem de ser para a tosse com expetoração. O que não significa que daqui a 2 ou 3 dias não vá ter tosse seca. E aí já iria precisar do outro xarope, para a tosse seca.

Portanto, todo um leque de xaropes para situações distintas. Gastei 7 euros num xarope, não vou gastar mais 7 daqui a uns dias só porque a tosse secou. Ai estes senhores dos remédios querem é levar-nos à falência.

Ainda me lembro, quando era um ser de tenra, da minha mãe me fazer uma mistela para tratar a tosse. Levava cenouras às rodelas fininhas e acho que açucar. Era um remédio caseiro baratinho e que graças ao ingrediente extra do amor e carinho fazia milagres.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Ronaldo e a bolinha

por Maria Popia, em 13.01.15

R.jpg 

(foto de Walter Bieri)

Como portuguesa que sou aqui deixo os meus parabéns ao Sôr Ronaldo por arrecadar mais esta bola de ouro.

Ainda assim gostei muito mais da reação do moço ao receber a bolinha há um ano atrás. Por ser merecida ele já estava à espera e isso notou-se. No ano passado foi mais espontâneo e até o Pélé foi mais emocionante a anunciar o vencedor do que o Thierry Henry.

Enfim, pormenores à parte (alguém viu a Irina?), certo é que o rapaz nos deixa orgulhosos a todos e espero que graças a ele as pessoas saibam que Portugal é um país pequenino mas cheio de gente grande.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Previsão meteorológica

Ocorrência de ideias (quase) diariamente, possibilidade de precipitação de pensamentos em dias mais ou menos nublados mas com boas abertas.


Comentários recentes

  • Us4all

    ohhhh que péssima publicidade Sejamos sinceros, es...

  • Helena Duque

    Sem dúvida... fui lá duas vezes e duas vezes passe...

  • Marta Elle

    Eu penso isso de todas as praias.

  • m-M

    Acontece-me sempre o mesmo em Francelos - Gaia :p

  • marta-omeucanto

    Aqui em mafra visitaram-nos durante a noite!Hoje, ...


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D