Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Decisões de gente adulta

por Maria Popia, em 23.03.15

Eu e o mais que tudo vivemos num T1 arrendado. Desde que saí da casa dos meus pais passei já por várias casas, primeiro enquanto estudante e agora como parte de um jovem casal (tão fofinhos!!).

Na verdade, nunca pensei sequer na hipótese de avançar com a compra de uma casa até há umas semanitas atrás. Estávamos a falar na renda da casa e de que, quando a família aumentar um dia, teríamos de procurar uma casa maior. E foi aí que começámos a falar na compra de uma casa.

Confesso que a ideia me assusta um bocado porque, e mais importante, nós não temos dinheiro para comprar uma casa. Por isso, e tal como a maioria das pessoas, teremos de recorrer a um empréstimo. E é aqui que me começam a dar dores de barriga, só de pensar em estar 40 anos a pagar uma dívida.

Eu sei que é uma coisa normal, mas não estou habituada a ter dívidas. Os meus pais nunca tiveram este tipo de empréstimo porque sempre tivemos a casa da minha mãe. 

Tudo bem que, pelo menos por enquanto, estamos os dois a trabalhar e é uma coisa fixa. Mas sei lá eu onde vou estar daqui a, vá lá, dois anos, quanto mais 40. 

Por outro lado, o que ando a pagar de renda dava para ir pagando uma casa que seria minha, onde podia ter tudo como queria. Numa casa arrendada isso não acontece, nunca é a nossa casa.

E vocês, são mais de arrendar ou de tentar comprar? 

Opiniões precisam-se e são muito bem-vindas!

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Imagem de perfil

De A senhora do gatinho a 23.03.2015 às 21:54

Saí de casa dos meus pais aos 18 e até há 4 anos vivi em casas arrendadas, altura em que em conjunto com o meu namorado decidimos comprar casa. Até agora não me arrependi, acho até que já o devíamos ter feito mais cedo, já que pagámos renda durante anos. O meu empréstimo foi de 45 anos, só faltam 41 lol mas tento não pensar nisso, um dia de cada vez :)
Sem imagem de perfil

De amelia a 24.03.2015 às 08:48

Acho que neste momento e com a conjuntura atual, é mais aconselhável o arrendamento. Nada é certo, e por isso as pessoas, sobretudo as mais jovens ficam também mais livres, para mudar de casa, de cidade ou de país....
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 24.03.2015 às 09:13

Pelos mesmos receios que indicas, prefiro arrendar, ainda que a casa não seja minha.
Imagem de perfil

De Niki a 24.03.2015 às 09:20

Eu inicialmente não queria comprar casa mas o meu marido sempre quis e explicou muito bem a sua opinião e ele é forreta e fanático por contas.
Ele sempre viu dois exemplos da vida dele, duas primas irmãs, uma comprou um T2 e é a única dívida que tem, carros compra com dinheiro que poupou... o T2 é lindo e esta decorado e pintado como querem... e foi comprado a pensar na família e dentro do orçamento. E depois tem a outra irmã que foi viver lá para cima para ser temporário, e arrendou casa, o filho nasceu e a casa ainda dava porque é um T2. Mas um T2 mais pequeno que o T2 da irmã e ambas pagam o mesmo de "renda " (já a contar com seguros da casa e de vida). E já vivem à imenso tempo lá, a ida para o porto não foi tão temporária assim, e a poucos anos o senhorio disse que precisava de vender a casa e quase se viram na rua... mas lá conseguiram negociar um aumento da renda e ficar lá.
E o que o meu marido explicou na altura, é que nós estávamos a pagar 350 euros por um T1 +1 pequeno e velho, com uma cozinha mais velha que a cozinha da minha avó. Quando pensamos em sair dali eu pesquisei casas para alugar e ele para comprar e fazia vária simulações de quanto íamos pagar, e com diferenças taxas de juro e variações euribor .
Então eu aqui na zona não encontrava nada que gostasse T2 ) e o que eu gostava era para cima de 500 a 600€ de renda. Até que desisti e passei a procura de apartamento na altura do banco. E encontrei um T3 pelo preço de um T2 , não é perfeito, não tem acabamentos excelentes mas é nosso e é bem melhor do que qualquer casa que encontramos dentro do mesmo orçamento mensal.
Para ver o nosso T3 equivale ao T3 da minha irmã mas a minha irmã paga 700 euros de renda e eu uma prestação de 400 e poucos euros.
Quanto ai que não sei o futuro... temos sempre a hipótese de vender ou alugar a casa e mudarmos de local. Se escolher uma zona onde exista alguns transportes públicos consegue facilmente alugar a casa.
E depois é pensar viver terá de viver para sempre num sítio quer mesmo chegar aos 70 anos e ainda andar a pagar a renda a um senhorio e no futuro a pedinchar que ele arranje a casa ou faça obras ou pinturas? Ou quer chegar aos 70 anos e ter uma casa sua e paga?! E deixar herança aos filhos?!
E se fizer a diferença de rendas verá que poupa dinheiro, que se tiver algum juízo consegue amortizar a diferença para pagar o IMI.

Ah outro exemplo é que a minha irmã vivia num T2 na mesma zona que esta agora e o senhorio quando se instalou a crise disse que teve de vender a moradia onde estava e precisava do apartamento para viver, a minha irmã não barafustou teve pena do senhor e pensou que o senhor não ia deixar uma moradia para um T2, senão tivesse mesmo aflito... mas lá esta em 2 meses teve de arranjar apartamento e mudar tudo... assim do meio do nada...

Claro que pode ser um inquilino chato e bater sempre o pé quando o senhorio pedir que saia, ou que pague mais renda, mas depois também pode ter um senhorio chato que não paga obras...
Imagem de perfil

De Tagarelices ao Vento a 24.03.2015 às 09:31

Olha Maria, nós, eu e o meu marido, sempre vivemos em casas arrendadas e já vão 10 anos. Eu sei que muitos nos dizem que podíamos estar a pagar por uma casa nossa, mas com a renda que pago por uma casa t3 só me daria para pagar um apartamento t2 ou nem isso. Nós não nos habituaríamos a viver em apartamentos, pois também tenho uma cadela labrador que precisa de espaço.
Outra questão, é a questão dos empregos, pois hoje trabalhas num sitio mas se ficares desempregada não te precisas de limitar a procurar onde tens casa. Nós por exemplo, estamos a viver neste momento a cerca de 100 km da nossa terra, pois é onde tenho trabalho.
E quando a casa começa a ficar pequena ou deixa de nos satisfazer podemos sempre mudar. Casa própria também traz muitas despesas e muitas obras.
Tenho a dizer que tanto o meu pai como os meus sogros têm casa própria e vejo a pagarem tanto de IMI e a terem que fazer obras de manutenção de vez em quando, que deduzo que não vale muito a pena gastar tanto dinheiro com casa própria. A casa arrendada se tens dinheiro para pagar a renda pagas mas se não tens podes mudar sempre para uma mais barata, dentro das tuas possibilidades.
è a minha opinião.
Sem imagem de perfil

De Maria Marques a 24.03.2015 às 10:52

Venha o diabo e escolha de facto.
É muito complicado decidir uma coisa dessas. Há quem defenda que por mais que se demore uma eternidade a pagar um empréstimo, temos ali uma coisa que é nossa (bem, nossa e do banco porque continuamos a pagar). Para aqueles que defendem que mais vale o arrendamento a justificação é muito simples, pode não ser nosso mas pode ser feito à medida das nossas necessidades porque se hoje consigo pagar uma coisa assim, daqui a dois anos posso mudar à vontade e ir para outra maior, mudar de cidade, país...
Sem imagem de perfil

De foolishlove a 24.03.2015 às 10:59

Olá,

Desculpa entrar assim... A minha opinião é de arrendar, apesar de achar as rendas dos alugueres bastante altas, mas quando compramos passamos a ter obrigações que não temos com o aluguer, tais como pagar o IMI, o condomínio, as obras no prédio, já pensaste nisso? A casa nunca é verdadeiramente nossa, é uma falsa ilusão. Andamos uma vida inteira a pagar uma renda ao banco e ainda temos o estado à perna com impostos.

Depois há ainda a vantagem de mudares de casa quando te apetecer, ou porque não gostas da vizinhança, ou porque o ambiente do bairro ficou esquisito, ou porque de repente surge uma oportunidade de emprego em outro local ou ainda porque a família cresceu :).

Se tiveres comprado não vais ter tanta facilidade, ou porque o mercado de compra e venda está parado ou porque os bancos não estão a emprestar ou porque o vizinho de baixo está a vender mais barato, claro que não impossível mas há sempre alguma condicionante.

Espero ter ajudado e desejo-te tudo de bom que a vida tem.
Sem imagem de perfil

De Lú a 24.03.2015 às 11:34

Realmente esta é uma questão muito complicada! A compra de uma casa é um passo muitíssimo importante...

Eu também moro numa casa arrendada, e por vezes penso que poderia viver numa casa de compra e pagar uma mensalidade um pouco mais baixa.. e a bem ou a mal estava a pagar uma coisa que seria minha. Moro num T2, mas nunca poderia comprar um T2, por inúmeros motivos preciso de um T3/T4 mas não para já. O que nestes tempos também se arranja a bons preços. O nosso objectivo é ajeitar melhor a nossa vida, e comprar casa numa altura em que tenhamos as nossas finanças mais organizadas. Quanto ao estar 40/50 anos a pagar uma casa... dói. Mas o que dói mais ainda é o balúrdio que pagas pela escritura e demais documentação, é o condomínio, é o IMI, é tudo e mais alguma coisa. Os encargos com uma casa são mais que muitos. Enquanto que numa casa arrendada, pagas a renda e ponto!

Penso muitas vezes nisso.. E dou voltas e mais voltas, mas não consigo perder a vontade de ter uma casa MINHA!
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 24.03.2015 às 11:41

Ai essa a dúvida que nós temos. Também estivemos num T1. Depois a família cresceu e tivemos necessariamente que mudar para um T3 porque já temos duas fatias. Foi nessa fase que andámos a pesar os prós e os contras de comprar casa própria! O problema que se coloca é que o valor das casas é elevado na nossa zona de residência e o empréstimo seria sempre superior ao valor que pagamos da renda (que de si já não é pequena!!). Mais todos os encargos associados a ser dono da casa e os poucos benefícios fiscais que tal acarreta, preferimos mantermo-nos como estamos. Se alguma coisa acontecer, se algo correr mal, ao menos não temos dívidas à banca!
Imagem de perfil

De Maria Popia a 24.03.2015 às 11:53

Muito obrigada a todos por perderem um bocadinho do vosso tempo e partilharem comigo as vossas histórias :) Bolas que isto do arrendar vs comprar é assunto sério!

Comentar post


Pág. 1/2





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Previsão meteorológica

Ocorrência de ideias (quase) diariamente, possibilidade de precipitação de pensamentos em dias mais ou menos nublados mas com boas abertas.


Comentários recentes

  • Us4all

    ohhhh que péssima publicidade Sejamos sinceros, es...

  • Helena Duque

    Sem dúvida... fui lá duas vezes e duas vezes passe...

  • Marta Elle

    Eu penso isso de todas as praias.

  • m-M

    Acontece-me sempre o mesmo em Francelos - Gaia :p

  • marta-omeucanto

    Aqui em mafra visitaram-nos durante a noite!Hoje, ...


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D