Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Placas de fogão: opiniões precisam-se

por Maria Popia, em 02.12.15

Ajudem-me aqui numa coisa.

Se tivessem que escolher entre uma placa de fogão a gás ou a eletricidade (indução, vitrocerâmica), qual escolheriam?

Eu não gosto nada da ideia de uma placa de eletricidade, mas a verdade é que nunca tive a experiência de usar uma diariamente. Nas casas onde passei sempre usei fogão a gás, e tenho a ideia de que as outras não aquecem como deve de ser. 

Estas dúvidas surgiram porque na casa nova vamos fazer umas remodelações na cozinha e vamos pôr uma placa de fogão e forno. No forno está tudo controlado porque é elétrico mas a placa, sendo a gás, vai ser uma carga de despesas. Isto porque descobrimos que quem vai colocar o fogão não o instala, isto é, não o liga ao gás. Isso terá de ser feito por um técnico especilaizado que nos vai cobrar para cima de 50 euros. E como se não bastasse ainda vamos ter de fazer uma pequena alteração do local onde está a torneira do gás, coisa que vai custar para cima de 100 euros. No fim disto tudo, e se quiserermos ter tudo em condições, vamos ter de chamar uma entidade inspetora para verificar se está tudo bem ligado e em segurança, pagaremos mais uns 50 euros. 

Feitas as contas a isto tudo dava para comprar mais um fogão. Com uma placa elétrica é ligar à tomada e já está (se bem que já li por aí que são precisos tachos próprios para as placas de indução).

O problema é que não gosto do raio das placas a gás, no entanto e vendo bem o dinheiro que vamos gastar fica bem mais barato e prático.

Da vossa experiência, o que acham melhor?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


O frio vai levar-me à falência

por Maria Popia, em 09.01.15

winter.jpg 

Mas quem é que consegue suportar este frio sem recorrer a auxilares de aquecimento (vulgo aquecedores e afins)? Eu não consigo, confesso.

E olhem que bem tento. Em casa envergo o meu super pijama polar e respetivo robe, também ele polar, mais pantufas e as meias mais quentinhas que tiver no armário. Tudo tapadinho, claro está, com a minha mega manta de pêlo borreguito. 

Mas nestas últimas semanas isto não chega. As pontas das orelhas gelam e já para não falar no nariz que está sempre vermelho. Ontem quando a minha mãe me ligou qual não foi o meu drama para tentar encostar o celular à orelha. Parecia que o pobre telemóvel tinha estado em cima de um iceberg.

Lá em casa temos aquecimento central mas estamos sempre com medo da conta que aquilo não vai fazer ao fim do mês. Então só o ligamos mesmo em caso de emergência. O pior é que nesta última semana a emergência tem sido todos os dias.

Para além do aquecimento central, usamos na casa de banho, quando tomamos duche, aquele pequeno monstrinho devorador de eletricidade de seu nome termoventilador. Mas esse só mesmo durante o tempo do banho (não se deixem enganar pela sua aparência fofinha e pequenina, são o terror das contas da luz).

É o frio a aumentar e o meu saldo bancário a descer a pique. Das duas uma. Ou as temperaturas aumentam e somos todos felizes, ou vou ter de averiguar como posso patrocinar o aquecimento lá em casa.

(Será que é muito mau fazer uma fogueira no meio da sala?)

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quando a Loja do Cidadão funciona mesmo bem

por Maria Popia, em 31.07.14

Não, isto não é uma crítica aos serviços das Lojas do Cidadão. Muito pelo contrário, venho aqui elogiar a alminha que um dia se lembrou que ter vários serviços no mesmo sítio pode ser mesmo muito vantajoso.

Como vos disse no post anterior vou outra vez mudar de habitação. A parte da mudança em si, de re-organizar a decoração, comprar algumas coisas novas e por aí, é muito do meu agrado. Já a parte de fazer novos contratos de água, luz, gás e afins dispensava. 

Ontem tivemos de ir à Loja do Cidadão com os nossos novos senhorios fazer a transferência da luz e gás para os nossos nomes. É claro que ninguém vai para lá à espera de  ter tudo pronto num instante. Da última vez que tivemos de fazer novo contrato da luz estivemos mais de 3 horas à espera...foi uma seca descomunal.

Desta vez fomos já mentalizados que a coisa ia ser dolorosa e penosa novamente. Mas não foi!

Por incrível que vos possa parecer (e eu ainda me belisco para ter a certeza que não foi um sonho) conseguimos tratar de tudo em pouco mais de 1 horita. Isto inclui o cancelamento das contas por parte dos nossos senhorios e a passagem automática e ínicio de novos contratos com os nossos nomes.

Já agora deixo algumas dicas caso estejam, ou possam vir a estar, numa situação semelhante. Quando se tratam de alterações por causa de um arrendamento devem levar o contrato de arrendamento devidamente assinado por todas as partes (preferencialmente já registado nas finanças) e os documentos de identificação. Ah e não tivemos de pagar nada por todo o processo, nem na edp e nem na galp. Ajuda se estiverem acompanhados pelos vossos futuros senhorios. No nosso caso estávamos todos presentes porque se tratou de uma alteração do titular dos contratos.

O bom de não cancelar os contratos e depois voltar a ativar é que não temos de ficar à espera que tudo seja re-ativado. Não ficamos sem luz e gás e é tudo muito mais fácil.

Agora é começar a empacotar e vamos lá que se faz tarde!

Autoria e outros dados (tags, etc)




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Previsão meteorológica

Ocorrência de ideias (quase) diariamente, possibilidade de precipitação de pensamentos em dias mais ou menos nublados mas com boas abertas.


Comentários recentes

  • Us4all

    ohhhh que péssima publicidade Sejamos sinceros, es...

  • Helena Duque

    Sem dúvida... fui lá duas vezes e duas vezes passe...

  • Marta Elle

    Eu penso isso de todas as praias.

  • m-M

    Acontece-me sempre o mesmo em Francelos - Gaia :p

  • marta-omeucanto

    Aqui em mafra visitaram-nos durante a noite!Hoje, ...


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D